QRPlus

Como Funcionam os QR Codes e Qual sua História?

Através da compreensão de como funcionam os QR Codes, é possível reconhecer sua ampla gama de funcionalidades. Eles podem ser usados ​​em todos os setores em todo o mundo, aprimoram os esforços de marketing e até mesmo para uso pessoal.

O que é um código QR?

Antes de nos aprofundarmos na história de um QR Code, vamos ter certeza de que está claro o que é um QR Code. Um QR Code, ou Código de Resposta Rápida (Quick Response Code), é um código que pode ser lido rapidamente por um telefone celular. Usando uma combinação de espaçamento como um tipo de código de barras tradicional, quando um QR Code é digitalizado, ele transmite uma grande variedade de informações. Os QR Codes têm uma ampla variedade de usos em todos os tipos de indústrias, como varejo, marketing e logística.

QR Codes x Códigos de Barras

Embora os QR Codes e os códigos de barras sejam semelhantes na prática, os QR Codes contêm mais informações porque têm a capacidade de reter informações tanto horizontal quanto verticalmente. Os códigos de barras usam apenas informações horizontais. Os códigos de barras funcionam maravilhosamente em diversas situações como digitalização de itens de supermercado, mas os QR Codes têm uma capacidade muito maior de transferência de informações, provavelmente o que os tornou cada vez mais populares devido à sua versatilidade.

A história do QR Code

A vida antes dos códigos de barras e QR Codes

Como o desenvolvimento de muitas tecnologias, os QR Codes foram criados por necessidade. Os QR Codes na verdade começaram como códigos de barras com sua finalidade típica: para supermercados. Na década de 1960, o Japão vivia uma onda de crescimento econômico. Os supermercados expandiram-se da venda apenas de itens alimentícios para a adição de roupas e uma variedade versátil de outras mercadorias. Então, eles basicamente perceberam que precisavam de uma maneira de controlar tudo.

Antes de os códigos de barras existirem, os caixas tinham que inserir itens individuais manualmente (você pode imaginar?!), o que, é claro, demorava muito. Devido aos problemas de saúde criados como resultado dessas ações repetidas pesadamente, como a síndrome do túnel do carpo, os gerentes de supermercado sabiam que precisavam encontrar uma solução.

Quem inventou os QR Codes?

O sistema de ponto de venda (POS)

Como resultado da crescente demanda por tecnologia para aliviar a carga dos caixas dos supermercados, foi criado um sistema POS. Era basicamente a versão para bebês recém-nascidos de um código de barras que permitia a digitalização de itens individuais a serem registrados por um computador. Apesar desse esforço, no entanto, isso ainda não foi suficiente. Os supermercados então enfrentaram outro obstáculo: os códigos de barras só podiam armazenar cerca de 20 caracteres alfanuméricos de informações e funcionavam com uma dimensão (uma direção de codificação).

O envolvimento da DENSO WAVE INCORPORATED

A invenção do QR Code pode ser uma contribuição do DENSO WAVE e de seu desenvolvedor líder Masahiro Hara. Eles foram contatados por supermercados que perceberam os limites desses códigos de barras e buscaram uma forma de torná-los mais versáteis e conter mais informações por meio do desenvolvimento de um código 2-D (duas direções de codificação).

Com apenas dois membros da equipe, Hara primeiro teve a ideia do quadrado, porque sua pesquisa mostrou que era uma forma facilmente distinguível. Essa forma também permitia informações codificadas horizontal e verticalmente. Uma vantagem adicional era que isso também aumentava a velocidade na qual essas informações podiam ser lidas (até 10x mais rápido do que os códigos de barras).

A combinação foi um estouro. A DENSO WAVE tornou pública sua invenção do QR Code em 1994 sem manter os direitos de patente e o uso de QR Codes se espalhou rapidamente.

Como os códigos QR se tornaram populares?

Os QR Codes encontraram seu primeiro uso no Kanban do Japão, que é um tipo de ferramenta de comunicação eletrônica usada na indústria automotiva. Eles rapidamente reconheceram a versatilidade que os QR Codes ofereciam e começaram a usá-los em tudo, desde a produção e remessa, bem como para transações. Seguindo a demanda social subsequente por mais rastreabilidade para produtos, especialmente para as indústrias alimentícia e farmacêutica, essas indústrias perceberam como poderiam usar os QR Codes para fornecer aos seus negócios uma vantagem indispensável.

Como resultado da decisão de Hara de não manter os direitos de patente, os QR Codes encontraram seu uso na vida diária das pessoas. Mais tarde, em 2000, os QR Codes foram adicionados aos padrões internacionais ISO. Isso permitiu que eles fossem usados ​​basicamente em todo o mundo. Mais tarde, com a invenção do smartphone, não houve como parar o aumento da popularidade do QR Code.

Como funcionam os códigos QR?

A estrutura de um QR Code

O QR Code moderno consiste em 7 partes. Cada uma dessas peças cria uma espécie de padrão de pixel que se parece com um quebra-cabeça de palavras cruzadas. Cada elemento tem uma finalidade específica que transmite certas informações por meio do Código, como direção de impressão, tempo, tolerância a erros e espaços vazios para diferenciar o Código do que o cerca.

Como ler QR Codes

Atualmente, a maioria dos QR Codes é digitalizada com um smartphone. Existem toneladas de aplicativos gratuitos para leitura de QR Codes para dispositivos Android e iOS (desde que tenham uma câmera). Na maioria das vezes, você simplesmente abre o aplicativo e ele verifica automaticamente o QR Code com o toque de um botão.